UX Design – Um artigo para todos e não apenas para developers!

Opensoft > Blog  > UX Design – Um artigo para todos e não apenas para developers!

UX Design – Um artigo para todos e não apenas para developers!

Começo este artigo com a motivação que me levou a escrevê-lo: motivar todos sobre a importância de ler e aprender mais sobre UX Design. No final digam-me se fui bem sucedido.

 

Irei começar por explicar o que é UX Design ou pelo menos a noção que fui adquirindo sobre este tema. Posteriormente irei responder à pergunta: mas afinal porque é que um developer se deve preocupar com DESIGN?! Este será o primeiro artigo que irei escrever sobre UXD e no futuro irei detalhar alguns dos temas que nos podem levar a sermos melhores “UX Designers”.

 

ux-design-paradox-comic_lg_0

 

O que não é UX Design (UXD) 

 

 

Irei começar por desmistificar algumas ideias que existem sobre UXD.

 

1) User Experience Design ! = User Interface Design

 

Começo por este pois é talvez um dos maiores erros que cometemos. O desenho das interfaces pode ser um ponto de UX Design mas não mais que isso. UI Design diz respeito apenas ao que as pessoas veem no ecrã (botões, texto, imagens, interligação entre diferentes componentes, etc.). User Experience Design refere muito muito mais do que a aparência de um determinado produto. Por exemplo, UXD engloba aspetos como ciência cognitiva, isto é, o que as pessoas querem, o que precisam, o que vão usar, como reagem à informação que recebem, etc…Existe muita investigação por trás de UXD que está fora do âmbito sobre como desenhamos interfaces. Por isso, vamos parar de confundir UX com UI.

 

2) UX Design não é uma fase do processo do desenvolvimento de um produto

 

User Experience Design é o processo! Desde a fase de análise de requisitos à fase de testes: tudo é UX Design. Deixo uma citação de que gosto bastante sobre este ponto:

 

“User Experience Design isn’t a checkbox. You don’t do it and move on. It needs to be integrated into everything you do.” – Liz Danzico

 

3) UX Design não se refere a tecnologia

 

Ok este é um pouco polémico devido à formação que a maior parte de nós tem mas achei importante referir pois creio que este é o principal motivo pela qual a maior parte de nós não se interessar por este tema. É verdade que UX Design não se refere a tecnologia, refere-se a utilizadores e é para eles que trabalhamos todos os dias…

 

4) UXD não é apenas usabilidade

 

Confesso que esta é a minha preferida. Muitas vezes somos levados a confundir UXD com usabilidade. Dou um exemplo rápido para esclarecer este ponto. Se eu estiver a desenvolver um determinado jogo dou mais destaque a fatores que possam levar os jogadores a sentirem perceções variadas de acordo com o jogo que estou a desenvolver de forma a que este se sinta tentado a voltar a jogar. No entanto, se eu estiver a desenvolver o portal das finanças, muito provavelmente vou dar destaque à usabilidade, pois não acredito que alguém sinta prazer em ir ao portal das finanças só que porque lhe provoca sensações muito positivas. Quero com isto dizer que usabilidade é um fator importante mais não é o único e muito menos podemos dizer que UX é igual ou equivalente a usabilidade.

 

5) UXD não se trata apenas sobre utilizadores

 

UXD também se refere à organização/organizações envolvidas no processo. Creio ser um ponto importante, pois acima de tudo, se o utilizador tiver uma boa experiência, então o retorno chegará com certeza à organização/organizações envolvidas, ou seja, UX traduz o sentimento que TODOS os stakeholders transmitem em relação a um dado produto.

 

O que é UX Design

 

Com base naquilo que falamos acima  podemos dizer que a experiência de utilização refere-se à forma como um determinado produto se comporta e é usado num ambiente real (a que podemos chamar ambiente de produção). Assim, uma experiência de utilização positiva acontece quando todos os stakeholders (utilizadores, clientes e fornecedor) estão satisfeitos com o produto.

 

Se pensarmos num conjunto de fatores que se englobam dentro da Experiência de Utilização teríamos algo do género:

 

Objetivos do negócio + Objetivos do cliente + Interface de utilizador + Processos “backend” = User Experience

 

Se por um lado os objetivos dos fornecedores/clientes dependem da estratégia e visão de cada entidade, para o utilizador uma boa experiência de utilização pode-se representar pelos seguintes pontos:

 

O produto é:

 

  • Useful/Útil?
  • Desirable/Desejável?
  • Acessible/Acessível?
  • Credible/Credível?
  • Findable/“Encontrável?
  • Usable / Usável?

 

Estes valores em conjunto tornam um produto “valioso” para um utilizador. Peter Norville designou estes fatores como a “UX Honeycomb” apresentado na imagem abaixo.

 

honeycomb

 

Neste momento vocês devem estar a pensar “Isso é tudo muito bonito mas como fazemos isso acontecer. O que posso fazer para criar um produto desses”. Bem neste artigo vou só deixar a motivação para vos convencer da importância de UX Design mas uma boa experiência de utilização é resultado de um conjunto de atividades, tais como:

 

  • Investigação sobre os utilizadores – o que eles precisam, o que valorizam, etc..
  • Desenhos de interação – como vamos desenhar a forma como os utilizadores interagem com os nossos produtos?
  • Desenho visual – como vamos apresentar o nosso produto?
  • Arquitetura de Informação – como vamos estruturar a informação contida no nosso produto?
  • Desenvolvimento “Front-end” – atividade que permite desenvolver toda a lógica desenhada e organizada acima.
  • Escrita – os utilizadores têm de perceber a informação que estamos a passar e uma parte fundamental deste processo reside na linguagem que usamos, nas imagens que apresentamos, etc..
  • Testes com utilizadores – como podemos saber se provocamos uma boa experiência de utilização nos nossos utilizadores se não recebermos o feedback deles?

 

ux-design

 

Esta imagem mostra bem o conjunto de atividades apresentadas acima e que andam à volta do processo de UX Design.

 

Conclusão

 

Porque nos devemos importar com UX Design? Porque o que fazemos diariamente tem impacto em alguém e não é algo apenas para ser usado por nós. Na minha opinião, o grande erro de quem desenvolve algo para ser usado por outros é pensar que sabe o que os outros querem.  Outro ponto que devemos ter em consideração é que muitas vezes (ou quase sempre) as expectativas são criadas através de perceções visuais.

 

Em muitos casos, quando um utilizador olha para uma aplicação web a primeira coisa que pensa é se o produto parece ser simples, bonito, parece ser moderno ou tecnologicamente avançado. Estas primeiras opiniões são causadas muitas vezes por perceções visuais.

 

Espero que este artigo sirva a motivação que referi no início, para todos lerem e aprenderem mais sobre UX Design.

 

Autor: Fábio Rito – Consultor

 

1 Comentário
  • Posted at 17:25, 29 Janeiro, 2016

    Bom artigo. Pessoalmente o que sinto é que a maioria dos designers, developers, gestores de projeto, etc apenas se preocupam com um website bonito e rápido ou até mesmo em indexar em primeiro no google… e esquecem-se completamente de fazer uma análise cuidada do User Experience.

    Na minha opinião é necessário analisar várias métricas de forma a criar clusters de padrões para melhorar os websites de forma contínua. Mas pronto, isto é um tema que dava uma discussão de dias sem fim porque é um mundo gigante!

Deixe um comentário

Comentário
Nome
Email
Website